Um jovem de sucesso sem suar? Utopia!

unsplash - Todd Quackenbush

Imagem: Todd Quackenbush / Unsplash

Um jovem de sucesso sem suar e se esforçar realmente para atingir seus objetivos? Sai dessa, que ou é conto de fadas ou mais uma mentira para vender livros.


“Quanto mais eu treino, mais sorte eu tenho.”

Essa frase já foi atribuída a diversas personalidades de sucesso em diversas áreas. Para não fazer injustiça com seu verdadeiro autor, acredito que essa frase tem um dono: pessoas que realmente chegaram ao sucesso.

Afirmo isso para começar a discutir o texto deste post, pois esse negócio de sorte… Bom, ele pode até existir. Mas tem algo errado com essa “sorte” para o sucesso.

Livros e artigos de grandes influenciadores, como os empreendedores Flávio Augusto da Silva, Jorge Paulo Lemann, Abílio Diniz e tantos outros que não caberiam aqui citar pela enorme lista, tem algo em comum que compartilha: A visão de que a sorte (ou o que quiser chamar) é o que acontece como resultado para aqueles que trabalham arduamente e possessivamente na luta por seus objetivos.

Tem até um um trecho que eu gosto do Flávio, que diz assim:


“…Um jovem me perguntou: Você acredita em sorte?

Respondi: Sorte é uma questão de estatística. Para ganhar na Mega Sena, por exemplo, você tem uma chance entre milhões. Em casos assim, sou um azarado assumido, já que nunca na vida ganhei uma rifa sequer.

Agora, em negócios, o sucesso também é uma questão de estatística, sendo que as chances variam de acordo com a sua visão, sua coragem, competência, experiência, perseverança, liderança, inovação, oportunidades identificadas, etc. Posso concluir que quanto mais trabalho, mais chances tenho de ser bem sucedido. Logo, quanto mais trabalho mais tenho sorte. Sinceramente, não sei se ele ficou triste ou feliz com a minha resposta…”


Um jovem de sucesso precisa batalhar muito (mas muito, muito mesmo) se quiser realmente mudar sua realidade e realizar seus sonhos.

Agora, se tem algo que empobrece o sucesso, é ligá-lo a sorte. Dizer que a pessoa que batalhou tanto atrás do que queria e conseguiu, é uma exceção que deu sorte. Não!!!

Ele teve mérito para ter sorte! Ele trabalhou muito para ter sorte! Ele suou muito para ter sorte! Ele não deixou a sorte decidir por ele, está entendendo?

Veja também >> Aprendendo nos momentos mais difíceis

Eu gosto muito do estilo oriental de conseguir o que quer. Se um oriental quer se tornar um expert em xadrez por exemplo, ele não lê um livro, vê um vídeo e fica esperando o conhecimento misteriosamente tomar conta. Ele treina, treina muito, pratica, treina mais um pouco e pratica ainda mais. No final, ele ainda sabe que tem muito a treinar, e tornar-se um expert acabará sendo consequência.

Você não vai ser o chato a dizer que ele teve sorte né?

Leve essa mesma ideia para as finanças, para a vida profissional, para a vida pessoal, para seus sonhos.

Agora, eu sei muito bem que a geração jovem não tem muita paciência (por experiência, sou ansioso e inquieto). Mas paciência é importante sim. Ela é vital para você compreender que batalhando muito e correndo bravamente atrás de seus sonhos, vai sim ter o objetivo que tanto deseja. Mas não será assim tão depressa.

Também entenda que paciência é muito diferente de ficar parado. Paciência está ligado à compreensão de que as coisas acontecem com o tempo certo, e para conseguir aumentar um pouco essa velocidade, acredito que você já saiba a resposta: correndo atrás e trabalhando no seu objetivo.

Então, não fique frustrado se as coisas não acontecem tão rápido. Ou talvez fique um pouquinho com algumas coisas, pode te ajudar a amadurecer. Clique aqui e saiba o que estou falando. 

Mas principalmente, jovem de sucesso, não fique parado! Corre atrás, soa, batalha, lute pelos seus objetivos e sonhos. Você vai ver que o amanhã tem algo incrível preparado para ti, se você realmente fizer por merecer isso!

Seus objetivos merecem ser alcançados!

Sucesso, jovem!
#sucessojovem #jovemsucesso #jovemdesucesso

Quem escreveu

William Meller
William Meller

Fundador do Portal Sucesso Jovem, Analista de Projetos/PMO na Totvs, voluntário no PMI e estudante de Gestão da TI na Unisinos.
Colunista dos sites Profissionais TI, Portal GSTI, Portal Administradores e Site Campus.

Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Agência Sparta