O que é mentoria reversa

A mentoria reversa ocorre quando jovens viram mentores de executivos para orientá-los em vários tópicos de relevância estratégica e cultural.


Por que mentoria reversa?

Quando paramos para pensar sobre mentoria e a relação entre mentor e mentorado, sempre visualizamos profissionais experientes guiando profissionais mais novos que estão iniciando sua carreira, com dicas e contribuições que podem passar para frente após anos de trabalho duro e de muita bagagem.

E devemos lembrar que mentoria nem mesmo é um tema novo. Para falar a verdade, a concepção de mentoria vem da Mitologia Grega. Para ser mais específico, quando Odisseu, Rei de Ithaca, foi para a frente da batalha na Guerra de Troia, ele entregou os cuidados de sua família para a figura do escravo de nome Mentor, que no que lhe concerne trabalhava como mestre e conselheiro de seu filho Telêmaco. A função de Mentor não era apenas de tutelar Telêmaco, mas de orientar e contribuir para melhor desenvolvê-lo e prepará-lo para que ele pudesse enfrentar as responsabilidades que teria de assumir posteriormente.

A partir daí a palavra Mentor passou a ser utilizada para designar um orientador, conselheiro, amigo, tutor, professor e homem sábio e os papéis de mentoria não mudaram drasticamente desde aquela época. Toda a ideia de mentores não só permaneceu, como também passou a ser aplicada pelas organizações.

Porém, na mentoria reversa acontece exatamente o contrário: funcionários mais jovens acabam por oferecer uma nova perspectiva sobre tecnologia, mídias sociais, inovação, novos modelos de trabalho e até mesmo para ajudar executivos e organizações a ajustarem o seu “tom de voz” e posicionamento, pois muitas empresas tradicionais ainda acabam por ser muito formais quando conversam com clientes e esse não é o melhor caminho quando lidamos com pessoas tão conectadas ao mundo digital.

Existe um livro sobre mentoria do Marcus Ronsoni chamado “Mentoring: Manual do mentor organizacional“, que ajuda a entender o processo padrão mentoria organizacional e como é recomendado para mentores se posicionar em processos do tipo. Clique aqui e compre agora diretamente no site da Amazon.


Onde surgiu essa ideia de inverter papéis?

A proposta que a mentoria reversa nos traz não é tão nova assim. Os créditos deste modelo são de Jack Welch, que implementou, em 1999, um programa de mentoria reversa na General Electric.

A prática consistia em jovens colaboradores treinarem líderes da organização “mais velhos” para usarem novas ferramentas que necessitavam de novos conhecimentos em tecnologia, não somente técnico, mas também comportamental.

A orientação aos executivos da empresa (que incluiu ele próprio), foi de encontrar um “mentor reverso” para os auxiliarem a se conectar com o novo mundo digital emergindo com a internet e as tecnologias em rede. Hoje, esse tipo de programa vai muito além do ensinamento e aprendizado sobre como usar as diversas tecnologias.

Uma pesquisa da Deloitte mostrou que metade dos Millennials afirmaram que a cultura de seus empregadores atuais encoraja os funcionários a implementarem novas formas de trabalhar, enquanto apenas 23% deles acreditam que suas lideranças priorizam o desenvolvimento de produtos e serviços inovadores.

Você lembra sobre a diferença entre as gerações, certo? Se você não lembra, este artigo ajuda entender melhor as características de cada geração. A imagem abaixo, da McKinsey, também apresenta um bom resumo destas características.

Gerações McKinsey
Imagem: McKinsey

O que é a mentoria reversa, na prática?

A mentoria reversa é uma solução para manter o ambiente organizacional dinâmico, no sentido de manter seus gestores atualizados, ou seja, gerentes aprendem com empregados juniores que os mais novos podem prover perspicácias diferentes, perspectivas e conhecimentos sobre uma variedade de áreas. Pode-se dizer que esse conceito inverte a visão de mundo da mentoria convencional.

Os empregados juniores de hoje cresceram com tecnologia e uma maior compreensão de diversidade. Eles acumularam largas experiências no mundo digital e viveram em tempo de Internet, e estão dispostos a compartilhar estas perspicácias.

Com isso, executivos estão começando a perceber que o conhecimento não é uma rua de mão única. A meta é usar o conhecimento que reside dentro de uma organização tirando vantagem dele.

Um programa de mentoria reversa bem implementado pode prover numerosos benefícios para a organização e, potencialmente, pode proporcionar à organização a solução de treinamento dinâmico.

Em um artigo com enorme repercussão na Harvard Business Review, a psicóloga social e professora de liderança e comportamento organizacional, Jennifer Jordan, com Michael Sorell, contou que muitas empresas lutam para atrair e reter talentos da geração Y. Alguns estão experimentando programas de mentoria reversa para resolver esse problema. Esses programas podem aumentar a retenção, ajudar os executivos seniores a se tornarem mais sofisticados em relação às mídias sociais, impulsionar a mudança cultural e promover a diversidade.

No mesmo artigo, vimos o caso de Mark Tibergien, CEO da Advisor Solutions, que ao refletir sobre o futuro da Pershing (uma empresa de soluções financeiras), percebeu que a empresa tinha um problema: as gerações mais novas não estavam interessadas em trabalhar em serviços financeiros. Além disso, os Millennials que ingressaram na empresa estavam deixando a organização muito mais rapidamente do que seus pares mais velhos.

Assim como a Pershing, muitas empresas lutam para reter talentos da geração digital e também para se manter relevante para os consumidores mais jovens. Em resposta a esses desafios, equipes de liderança de grandes empresas em todo o mundo estão implementando programas de mentoria reversa. A mentoria reversa engloba funcionários mais jovens com membros da equipe executiva para orientá-los em vários tópicos de relevância estratégica e cultural.

Os jovens têm opiniões e visões diferentes das gerações anteriores em sua maioria. Logo, a mentoria reversa auxilia também na resolução de alguns problemas de cultura organizacional, gera o aumento da diversidade e impacta inclusive na maneira como os executivos pensam e aplicam sua liderança e suas estratégias no dia a dia.


É fácil implantar um programa de mentoria reversa?

Os líderes sêniores que estão sendo mentorados devem estar comprometidos em participar das sessões e priorizar a relação de mentoria. As relações de mentoria reversa podem ser especialmente desafiadoras, já que o mentorado e o mentor estão assumindo papéis desconhecidos.

Outro grande desafio é que um programa dessa magnitude deve ser implementado de forma consciente, visando garantir que ninguém sinta que não está fazendo seu trabalho adequadamente. Insultar os funcionários que estão na organização há muito tempo é um risco real se não for bem conduzido ou se o mentor mais jovem não lidar com a situação de maneira adequada.

Ainda existem alguns executivos mais velhos que se sentem insultados com a ideia de serem orientados por um novo funcionário, mas muitos líderes influentes veem isso como uma oportunidade de dar e receber, onde funcionários novos e experientes compartilham seus conhecimentos, aumentando a compreensão de ambos os grupos e melhorando a comunicação e colaboração em geral no local de trabalho.

Para os que cresceram em um mundo sem tecnologias, pode ser insuportável não apenas se manter atualizado sobre as mais recentes plataformas sociais, ferramentas de colaboração e tendências tecnológicas, mas descobrir como torná-las aplicáveis para o seu negócio.

Mas a geração atual cresceu com as redes sociais e variadas tecnologias. Seus integrantes estão sempre conectados.

A mentoria reversa tem uma maneira de aproveitar essa mentalidade e impulsioná-la na direção do crescimento do empreendimento, construindo uma base de funcionários altamente engajada e enriquecedora. Este tipo de mentoria pode ser a chave para novas oportunidades e para as indústrias ultrapassarem seus limites com criatividade e colaboração.


Abaixo, alguns livros sobre o tema que poderão ajudar você a entender melhor o assunto:

 


Alguns links que nos ajudaram nesta pesquisa:

William Meller

Fundador do Portal Sucesso Jovem

Posts relacionados

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.