Intraempreendedorismo: Funcionário empreendedor e com visão de dono do negócio

intraempreendedorismo

Imagem: Shutterstock

O intraempreendedorismo prova que sua atitudes na carreira ainda que como funcionário são as atitudes de um jovem de sucesso com mente empreendedora.


INTRAEMPREENDEDORISMO

Intraempreendedorismo, bonita a palavra? você é um intraempreendedor?

Você sabia que pode ser um empreendedor dentro de sua empresa?

Mas será que você está desenvolvendo essa capacidade de pensar como um empreendedor em uma empresa que não é sua e se entregando para seu trabalho como se fosse dono daquele negócio?

O intraempreendedorismo é um assunto que vem tomando cada vez mais forças em grandes empresas que buscam essa qualidade na hora de contratar jovens para suas equipes.


O QUE É INTRAEMPREENDEDORISMO

O conceito de intraempreendedorismo, também denominado empreendedorismo corporativo, foi apresentado em 1985 por Gifford Pinchot III, onde ele diz: “Por que você não precisa deixar a empresa para tornar-se um empreendedor”.

Este conceito foi apresentado, partindo de 10 princípios básico para ser um intraempreendedor:

  1. Intraempreendedorismo não é uma atividade solitária;
  2. Compartilhe o mais amplamente possível as recompensas e o conhecimento;
  3. Solicite conselhos antes de pedir recursos;
  4. É melhor prometer pouco e realizar em excesso;
  5. Faça o trabalho necessário para atingir o seu sonho, independentemente de sua descrição de cargo;
  6. Lembre-se de que é mais fácil pedir perdão do que pedir permissão;
  7. Tenha sempre em mente os interesses de sua empresa e dos clientes;
  8. Vá para o trabalho a cada dia pronto para uma mudança radical;
  9. Seja leal às suas metas e realista quanto a forma de atingi-las;
  10. Honre e eduque seus patrocinadores e apoiadores.

O intraempreendedorismo é uma modalidade de empreendedorismo praticado por funcionários dentro da empresa em que trabalham, partindo sempre daquele princípio que diz que empreender é um estilo de vida baseado em atitudes.

São eles que ajudam a movimentar a inovação e a criação de ideias dentro das organizações.
Esse tipo de colaborador tem sido muito valorizado pelas empresas que buscam a inovação e diferenciação no mercado, pela forma como eles agregam valor nas equipes em que estão envolvidos.

Veja também >> 8 dicas de como se preparar para ser Trainee


A SÍNDROME DO EMPREGADO – FUJA DELA

A síndrome do empregado diz que você é somente mais um empregado comum e limita sua visão de crescimento dentro do trabalho que está fazendo.

É aquele que segue a boiada e não tenta o diferente, não inova e não é capaz de construir sua própria história, veja algumas características:

  • Desajustado e infeliz, com visão limitada;
  • Dificuldade para identificar oportunidades;
  • É dependente, no sentido que necessita de alguém para se tornar produtivo;
  • Sem criatividade;
  • Dificuldade de auto-aprendizagem, não é auto-suficiente, exige supervisão e espera a resposta;
  • Domina somente parte do processo, não busca conhecer o negócio como um todo;
  • Não se preocupa com o que não existe ou não é feito: tenta melhorar somente no que já existe;
  • Mais faz do que aprende;
  • Não se preocupa em formar sua rede de relações, estabelece baixo nível de comunicações;
  • Tem medo do erro, não trata como uma aprendizagem;
  • Não se preocupa em transformar as necessidades dos clientes em produtos/serviços;
  • Não sabe ler o ambiente externo: ameaças;
  • Não é pró-ativo (expressão que indica iniciativa, vontade própria e espírito empreendedor).

O QUE É SER UM INTRAEMPREENDEDOR?

Este profissional é incansável na busca pelo novo, sem medo dos riscos que possa correr por gerar uma ideia e compartilhá-la com seus superiores ou colegas de trabalho.

Ele está focado na melhora contínua da empresa ou setor em que trabalha dependendo da abrangência que sua ideia possa ter.

Ele tem uma certa facilidade em perceber possíveis oportunidades ocultas que podem melhorar os processos ou até mesmo o produto final que chega ao cliente.

A inquietação de quem está sempre inconformado com a situação atual e a busca pela melhora contínua é característica de todo intraempreendedor. Ele busca se capacitar cada vez mais para superar os desafios que lhe são apresentados no dia a dia e que sabe que poderão chegar até ele. E acima de tudo, é sempre ousado e criativo em sua função.

Além de todas estas características, o fundamental é o espírito empreendedor.

Veja também >> A Gestão Começa Por Nossa Vida


O INTRAEMPREENDEDORISMO E A PAIXÃO

Ter paixão pelo que faz e fazer com qualidade, faz você desenvolver cada vez mais a cultura de dono e perseguir o resultado. Acredite naquilo que você almeja profissionalmente e desenvolva em seu dia a dia o processo necessário para atingir esses objetivos.

O princípio fundamental neste momento é o caráter que você possui. O seu caráter é sua maior essência, e mantê-lo alinhado com a missão da empresa em que você trabalha, garantirá que seu trabalho seja desenvolvido com competência e valores alinhados com os da empresa.

Assim, valores pessoais e corporativos devem estar em sintonia, definindo o perfil de quem pode e deve vestir verdadeiramente a camisa da empresa.

Veja também >> Brilho no olhar: O grande diferencial


O INTRAEMPREENDEDORISMO E A VISÃO

Não basta querer ser empreendedor dentro de sua empresa, é preciso ter a visão empreendedora que possa levar seus resultados e os da empresa para frente, além de sempre estar atento aos detalhes que o dia a dia vai demonstrando sobre as necessidades que podem surgir e as oportunidades que aparecem e desaparecem rapidamente.

O profissional que é capaz de identificar as necessidades antes delas surgirem, já é um empreendedor. A visão e a capacidade de inovar são peças chave para se tornar um empreendedor de sucesso, seja em seu próprio negócio ou dentro de uma empresa.

Para que você seja capaz de desenvolver essa visão empreendedora dentro de sua empresa, é necessário cada vez mais entender cada processo e a área do negócio que você está envolvido e ficar por dentro das necessidades que o mercado poderá demonstrar para entender onde estão os pontos fortes e pontos fracos de cada produto que é oferecido ao cliente.

Veja também >> Aprendizados do livro A Nova Lógica do Sucesso


O INTRAEMPREENDEDORISMO E O COMPROMETIMENTO

O comprometimento profissional é uma competência muito valorizada nas empresas e remete para a conexão que se desenvolve entre uma pessoa e uma organização, fazendo que cada atividade realizada esteja de acordo com os valores pessoais e valores da empresa.

Um trabalhador que demonstra comprometimento com seu trabalho e se emprenha para cumprir as tarefas que lhe foram designadas, está mostrando o quanto está focado nas coisas verdadeiramente importantes e que agregam valor para sua empresa.

O trabalhador comprometido com a empresa é leal, conhece a sua cultura organizacional e trabalha para que seu sucesso seja o sucesso de sua equipe.

Sem o comprometimento com seu trabalho não é possível chegar a lugar nenhum. E esse comprometimento não diz respeito apenas às responsabilidades referentes ao cargo que você ocupa hoje, mas também com a forma que entrega valor e contribui verdadeiramente para e equipe que você faz parte.

Veja também >> Evolução da carreira: Oportunidade x Idade


O INTRAEMPREENDEDORISMO E A INOVAÇÃO

Inovar significa a necessidade de criar caminhos ou estratégias diferentes para cada processo. E isso não diz respeito apenas na inovação do produto ou entrega final, mas de cada processo que você atua diariamente. Inovar é inventar e criar o diferente, sejam ideias, processos, ferramentas ou serviços.

Sempre existirão regras fixas, padrões e procedimentos que não poderá mudar, mas você pode fazer sua própria versão de cada processo para que seja mais produtivo para si mesmo ou para a equipe que trabalha ao seu lado.

É assim que aos poucos você vai deixando sua marca pessoal e construindo sua própria maneira de resolver cada necessidade de seu trabalho, mesmo se a empresa não for sua, você não for o chefe do setor e que as regras e procedimentos não tenham sido feitos por você.

Sucesso, jovem!

Sobre o autor

William Meller
William Meller

Fundador do Portal Sucesso Jovem, Analista de Projetos/PMO na Totvs, voluntário no PMI e estudante de Gestão da TI na Unisinos.
Colunista dos sites Profissionais TI, Portal GSTI, Portal Administradores e Site Campus.

Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Agência BW e Site Barato BH