A influência da crise econômica na carreira dos jovens brasileiros

influencia

Imagem: Pexels

A influência da crise acaba se fazendo presente na carreira de jovens de todo o Brasil, querendo ou não, e saber lidar com ela é um diferencial seu no mercado.


Estamos vivendo uma das piores crises econômicas da história do Brasil. PIB estagnado, inflação alta e desemprego crescendo. Fora isso, uma crise política, que interfere ainda mais na economia.

O desemprego atingiu em abril o número de 11 mihões de brasileiros (segundo dados do IBGE). O corte de vagas pegou todos os setores e ninguém escapou: homens e mulheres de todas as idades.

Entre os jovens, a taxa de desemprego é a maior em 9 anos (segundo dados do IBGE). São menos vagas para estagiários, trainees e efetivos. A continuar assim, logo eles estão encontrando um mercado fechado.

E é justamente no momento em que eles mais precisam de experiência.

Veja também >> Renascendo da crise

Estão se formando e sabem que é muito difícil conseguir emprego sem experiência prévia.

Muitos, que dependem do próprio trabalho para pagar a faculdade, estão tendo que trancar o curso. O que atrasa a formação e vida desses jovens.

É uma geração inteira que sofre agora e que sofrerá também no futuro.

É criado um “círculo vicioso”: os jovens não estudam porque não têm dinheiro e não conseguem emprego por que não têm formação. Essa situação deixará sequelas de longo prazo em suas carreiras.

Para isso não acontecer, é preciso que o jovem não deixe de buscar uma formação extra. Há muitos cursos gratuitos, oferecidos na internet e presencialmente (Sebrae, prefeituras, palestras em faculdades…).

Seguem alguns sites com cursos gratuitos:

www.veduca.com.br

www.coursera.org

www5.fgv.br/fgvonline/Cursos/Gratuitos

Os jovens também precisam exercitar o autoconhecimento e utilizar esta época de crise para conhecer seus valores, propósito e missão de vida.

Não é porque estamos passando por uma crise, que eles devem deixar seus sonhos morrerem e, por exemplo, tomar iniciativas como tentar passar em um concurso público sem ter perfil para essa escolha.

E se o perfil for de empreendedor? É na crise que se nascem grandes oportunidades!

Mantendo o foco e determinação, eles conseguirão ultrapassar este momento de dificuldade e alcançarão carreiras de sucesso.

Sobre o autor

Paulo Carvalho
Paulo Carvalho

Presidente & Fundador da Academia de Jovens Talentos, Diretor de Jovens Talentos da ABRH-PE e Diretor de Relacionamento da ICF - Capítulo Pernambuco. Coach de Carreira, palestrante, escritor e facilitador de treinamentos. Já trabalhou na área de Recursos Humanos em empresas multinacionais e nacionais. Foi membro e conselheiro de Empresa Júnior por mais de 3 anos e voluntário selecionador das Olimpíadas Rio 2016. Tem formação técnica em Recursos Humanos e é estudante de administração na UFRPE. Já ministrou mais de 60 palestras para mais de 2000 pessoas. Possui 15 artigos publicados e 5 prêmios conquistados (acadêmicos e profissionais). É associado da ABRH – PE, International Coach Federation e Society For Human Resource Management - EUA.

Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Agência Sparta