Fazendo a diferença no mercado de trabalho: Dicas para ingressar em uma boa universidade.

Dicas para ingressar em uma boa universidade.

Ingressar na universidade – Imagem: Jader Cardozo

Confira neste artigo algumas dicas que irão te ajudar na hora de ingressar em uma boa universidade e manter uma rotina acadêmica saudável.


Nos últimos anos, o número de brasileiros com ensino superior vem crescendo exponencialmente. Isso torna cada vez mais difícil o ingresso no mercado de trabalho sem alguma especialização ou, ao menos, um bom curso de graduação.

Para obter algum destaque, o jovem deve oferecer uma gama maior de habilidades do que há alguns anos.

Somente assim, estará preparado para concorrer às melhores vagas, nas melhores empresas e com os melhores salários.
Portanto, para auxiliá-los com o início dessa jornada, listamos a seguir algumas dicas para o ingresso no tão sonhado curso universitário:

1. Escolha o curso com sabedoria para sua Universidade

A escolha do curso pode ser mais complicada do que aparenta. Além da aptidão e do gosto pessoal, deve-se avaliar a situação do mercado atual, atentando-se à aceitação do curso e ao recebimento dos profissionais pelas empresas.
Alguns cursos – como direito, administração e pedagogia – possuem uma demanda muito alta, saturando o mercado e dificultando o ingresso em um bom emprego – a menos que tenha cursado uma faculdade de referência na área. Portanto, se o seu curso de escolha estiver dentre os cursos mais frequentados, é importante pensar na escolha de uma excelente faculdade.

Veja também >> 5 Conselhos para quem está iniciando a carreira

2. Estude

Independente do curso que pretenda cursar, estudar é fundamental para ser aprovado em uma universidade conceituada. É importante estudar não somente o vestibular, mas o estilo de prova, métodos de avaliação e estratégias para seu desempenho. Não é necessário tornar-se especialista acerca dos vestibulares, a menos que deseje uma das carreiras tradicionalmente concorridas, como: medicina, direito e engenharia civil.

Um bom ponto de partida é se matricular em algum curso preparatório para vestibular. Geralmente, esses “cursinhos” são especializados em preparar alunos para as melhores universidades, orientando-os não apenas dentro das salas de aula, mas oferecendo-lhes suporte psicológico, laboratórios de redações e plantões de dúvidas.
Caso pretenda estudar por conta, o importante é não perder o foco. Será necessária muita disciplina para manter uma rotina de estudos, abrindo mão de alguns finais de semana e não se desviando do principal objetivo – a aprovação.

3. Tenha um ponto de fuga

São importantes, para o andamento dos estudos e para o bom desempenho nos vestibulares, alguns momentos de descontração e lazer.

Abrir mão da vida pessoal nunca é uma boa opção para você. Isso pode desencadear uma sobrecarga emocional desnecessária que reflete negativamente sobre seu rendimento.

Portanto, sua rotina deve ser composta pelo momento de estudo e pelos momentos de lazer e descanso.

4. Faça a prova com calma

Todo o nosso aprendizado – portanto, toda a matéria estudada – compõe nossa memória declarativa. Essa subdivisão da nossa memória sofre fortes influências da ansiedade e de fatores emocionais. Para preservar essa memória, cultivando o seu bom funcionamento, é importante que estejamos com nossa saúde mental em dia.

Isso leva à uma maior segurança em relação ao aprendizado e uma maior tranquilidade durante a realização da prova. Também ajuda impedindo o famoso “deu branco” naquele momento inoportuno.


Quem escreveu

Caio Medina
Caio Medina

Estudante de medicina, administrador, músico e escritor.
Fascinado pelo mundo e por cada um de seus povos; pela literatura e demais manifestações culturais; pela ciência e pela comprovação de fatos; pela humanidade e pela humanização.

Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Agência Sparta