Demissão: Talvez a injeção que lhe faltava para a ação

Demissão

Imagem: Stokpic

A demissão pode ser uma pedra no caminho que seguimos para o crescimento e na busca pelo nosso sucesso. Mas até isso traz lições importantes para você.


Sem sombra de dúvidas, ninguém pode afirmar que gosta de passar por regressões, mas sabemos que todos ao longo da vida passam por períodos de crises, maiores ou menores.

Da mesma forma que nós passamos por crises pessoais ou de carreira, as empresas também tem seus períodos de maiores dificuldades, aqueles momentos que as coisas realmente não saem como foi planejado e surgem alguns acontecimentos imprevisíveis.

Mesmo não gostando disto, é um fato que precisamos aceitar. Afinal, os problemas e as dificuldades são importantes para nos desafiarmos a continuar crescendo.

Veja também >> O Que o Cliente Espera de Sua Empresa?

As crises fazem parte do processo normal de crescimento e evolução. Portanto, por mais difícil que seja, precisamos admitir que crises são necessárias e importantes para a economia, para as empresas, e principalmente, para o desenvolvimento humano e profissional de cada indivíduo.


“Crises são parte da vida de qualquer pessoa, país ou seleção. Elas são importantes. Sinalizam que algo está errado e precisa ser melhorado. Elas clamam por mudanças. Se reconhecidas e respondidas corretamente, elas nos fortalecem. Se ignoradas, aprofundam-se e se repetem até que, finalmente, aprendamos a lição.”

Ricardo Amorim


Assim como as crises, as demissões são importantes momentos de evolução, tanto para quem é demitido quanto para a empresa que demite e até mesmo para o gestor que precisa desligar um membro de sua equipe.

Estudos comprovam que quando uma pessoa é demitida, seu cérebro libera uma série de reações que fazem com que pensamentos ruins tomem conta de nosso dia a dia. E é isso que deve ser evitado. Nem só de choro vive alguém que levou a pior no trabalho. Nosso corpo não dispara todos esses alertas e respostas para a demissão à toa, pois ele quer nos proteger.

Na dose certa, as reações nos ajudam. Quando ficamos tristes, nos concentramos no problema, o que nos permite achar soluções. A ansiedade nos faz antecipar os problemas que teremos lá no futuro e, portanto, nos deixam preparados. O segredo é passar por todas as etapas sem emperrar em alguma delas. Quando o cérebro reconhecer uma nova oportunidade, nosso sistema de recompensa vai voltar ao trabalho, liberando dopamina. E nos deixará motivados para a próxima oportunidade de emprego.

Veja também >> Frustrações: Criança que não cai um tombo, não aprende a levantar

Mas muito mais do que isso, é no momento de uma demissão que devemos avaliar todos nossos atos. Afinal, podemos estar em uma grande zona de conforto em nosso trabalho atual e nem mesmo estamos percebendo isso.

Ao passar pelo drama de uma decisão, é possível avaliar todos esses erros e partir para um desafio maior que possa nos permitir continuar crescendo e evoluindo, partindo para um próximo nível.

E sobre tombos que machucam de alguma forma, eu recomendo este artigo.


“Quando escrito em chinês a palavra crise compõe-se de dois caracteres: um representa perigo e o outro representa oportunidade.”

John Kennedy


Para as empresas que fazem os desligamentos de pessoas, são momentos importantes para realizar cortes de alguns galhos que necessitam dar lugar a novos brotes, para que a árvore do sucesso continue a crescer. Desta forma, é um momento importante de análise da geração de resultados e de verificar onde os recursos humanos mais contribuem e onde eles menos contribuem para a geração de todos esses resultados.

Para muitos, pode parecer frio esse desejo de resultado incessante das empresas. Mas as atitudes servem também para que as pessoas possam ter a chance de novamente buscaram um desafio e sentirem-se na necessidade de construir seus resultados.

Acredite que por pior que as coisas que lhe acontecem possam parecer, sempre há um propósito para tudo.

Desejo-lhe o maior sucesso do mundo, e caso a sua situação atual seja de recolocação profissional, que você encontre aquilo que tanto procura. Se estiver também começando um negócio próprio, que ele seja próspero e lhe traga grandes resultados.


Inspirações para este artigo:

Você esta demitido, artigo da Revista Superinteressante.

Quem escreveu

William Meller
William Meller

Fundador do Portal Sucesso Jovem, Analista de Projetos/PMO na Totvs, voluntário no PMI e estudante de Gestão da TI na Unisinos.
Colunista dos sites Profissionais TI, Portal GSTI, Portal Administradores e Site Campus.

Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Agência Sparta