Criando Oportunidades

Jovens Pesquisadores

Imagem: Pexels

Crie oportunidades para que possa aparecer pro mundo e criar a sua marca. Sua história é escrita apenas por você, faça isso bem feito!


Atualmente, boa parte dos jovens ao se frustrarem, buscam explicações para sua falta de sucesso e, quase sempre, a conclusão comum é a falta de oportunidades que tiveram na vida.

Todavia, o mais correto é que a atribuição da oportunidade ao outro aconteça baseada na sua qualificação ou seu perfil. Sendo assim, o que pode ser feito para ter a chance de desfrutar dessas mesmas oportunidades?

Primeiro passo: saiba o que você quer.

Antes de tudo, é importante saber quais os seus anseios, pois, se “atirar para todos os lados” é provável que atinja algum alvo, mas a plenitude só será alcançada se estiver fazendo o que se gosta.

Se não sabe de onde partir, você pode fazer algum teste vocacional, conhecendo melhor o seu perfil. Assim pode tomar a decisão de qual a melhor carreira a ser seguida, qual a melhor área de atuação ou qual o próximo passo a ser dado.

Segundo passo: seja visto.

Se você já sabe o que quer, agora deve destacar-se no seu ramo. Para isso, conheça pessoas, frequente eventos, faca amizades, mande e-mails pedindo uma chance, conheça o perfil da empresa de interesse ou da faculdade almejada e se modele, seja versátil.

Você deve se sentir e parecer inserido no contexto, deve vivenciar o alvo antes de antingí-lo, pois isso lhe conferirá a confiança necessária para ser notado.

Terceiro passo: não esmoreça.

O fato de se deparar com algumas portas fechadas, não significa que todas elas estarão. Continue a bater.
Se for necessário, estude mais, comprometa-se mais, destaque-se mais. Você pode até mesmo rejeitar algumas propostas iniciais, caso note que esteja próximo de algo maior.

O principal é não desistir do que é sonhado, pois a perseverança é quem precede o sucesso.

Quarto passo: desfrute.

É bastante comum se decepcionar quando o alvo é alcançado. Isso ocorre por conta da idealização do sonho. Quando se quer muito uma coisa, negligencia-se a existência de pontos negativos e, ao se deparar com afrontas, pode ser que desanime.

A carga horária do trabalho pode ser muito alta, as notas na faculdade podem ser muito baixas ou tudo pode ser diferente do esperado. É importante não desistir na primeira tentativa, antes de ter esgotado todas as opções viáveis.

Na maioria das vezes, você acostumará e desfrutarás plenamente após o período de adaptação.

Você deve protagonizar sua história.



Quem escreveu

Caio Medina
Caio Medina

Estudante de medicina, administrador, músico e escritor.
Fascinado pelo mundo e por cada um de seus povos; pela literatura e demais manifestações culturais; pela ciência e pela comprovação de fatos; pela humanidade e pela humanização.

Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Agência Sparta