Como montar um bom currículo

Como montar um bom currículo

Imagem: Pexels

Você sabe como montar um bom currículo? Confira neste artigo algumas dicas para ter o currículo certo para seu próximo trabalho.


O currículo é como seu cartão de visita para o mercado de trabalho, portanto, é preciso mantê-lo de forma organizada e concisa, muitas pessoas têm dúvidas sobre o que colocar no seu currículo, pensando nisso, veja abaixo algumas dicas de como preparar um bom currículo de forma mais clara e objetiva possível.

1- Dados pessoais

Nessa etapa da montagem do seu currículo, as informações necessárias são: Seu nome completo, o endereço juntamente com o cep, telefones para contato, seu melhor E-mail, ou seja, o que utiliza com mais frequência, (fazendo um adendo nesse ponto, é muito importante destacar o cuidado ao mandar seu E-mail para qualquer empresa, seu E-mail deve passar uma mensagem mais séria, nada de gatinha27@hotmail.com ou Marcoos.lindo.com, se possuir algum endereço eletrônico nesse estilo, recomendo que por favor faça um novo endereço e comece a utilizá-lo com mais frequência, por vezes o profissional em si tem todas as chances de ser um funcionário excelente, mas alguns detalhes como esse por exemplo podem queimar o filme do candidato, minando chances de conquistar a vaga), informações como idade e estado civil são totalmente opcionais, você pode mencioná-los ou não. Jamais coloque informações como seu número de RG, CPF, Carteira Profissional ou Título de eleitor, lembre-se que seu currículo é apenas o aperitivo para uma entrevista face a face, esse tipo de documentação eles pedem na etapa seguinte, para uma localização mais rápida entre a empresa e você, mantenha sempre seus telefones e E-mails pessoais o mais atualizado possível.

2- Objetivo

Já deixe logo muito claro quais são seus objetivos, como qual cargo está se candidatando e quais são suas áreas de interesse em potencial.

3-  Formações Acadêmicas

Nessa fase do seu currículo, coloque todas as suas formações acadêmicas, especializações e certificações que possui caso os tenha, começando sempre do último para o primeiro, por exemplo, supondo que está no mestrado de ciências da computação, logo seu sua formação deve começar, pelo mestrado, pós-graduação e sua graduação é sempre do último curso para o primeiro e não o contrário, o por que disso? Simples, lembre que seu currículo é uma atualização do seu perfil profissional, nesse exemplo, você está no mestrado e não faz sentido começar pela graduação, lembrando que, na hora de informar suas formações, coloque o nome da instituição de ensino completo, seguido pelo nome do curso o ano de ingressão e o ano da formação.

4- Experiência Profissional

A experiência profissional nada mais é do que um resumão sobre  sua carreira que deve ser exposto na primeira página do seu currículo (deve ter no máximo 10 linhas), o recrutador precisa e deve entender a uma passada de olhos nessa etapa suas experiências e evolução profissional, então vá direto ao ponto sem rodeios, isso aguça o recrutador a ter mais interesse no seu perfil do que se tivesse escrito uma longa carta sobre sua jornada profissional, além de cansativo, não dá aquele espírito de interesse para a empresa, portanto, seja o mais conciso possível. Uma dica importante é, iniciar pela sua experiência profissional mais recente e ressaltar os avanços que atuou por lá.

5- Histórico Profissional

Aqui vale ressaltar as empresas mais recentes que trabalhou, para as empresas o que interessa mesmo são suas experiências dos últimos dez anos mais ou menos. Inclua o nome completo da empresa que trabalhou a data de admissão e saída, caso tenha trabalhado para alguma empresa completamente desconhecida, pode ser feito um resumo de no máximo duas linhas sobre quem é e o que faz a empresa X, inclua seu cargo de atuação. Valorize-se como profissional e conte sobre a importância que tinha para a empresa, quais foram os projetos que participou ou liderou, quais foram suas metas alcançadas dentro do mercado de trabalho. Nunca se esqueça de fazer tudo isso de forma muito clara e objetiva, aguce a vontade do recrutador em te conhecer, nunca o coloque em uma situação cansativa, seu currículo é seu cartão de visita, e um cartão de visita organizado, limpo e objetivo e muito mais atrativo do que um cartão de visite, sem pé nem cabeça.

6- Idiomas

Esse é um ponto que a maioria das pessoas pecam pelos excessos e pela “encheção de linguiça”, óbvio que, ter o maior número de conhecimentos em idiomas é super convidativo e muito bem vindo, mas convenhamos, ser honesto é a alma do negócio nesse caso, apesar de ser um item de muita importância, mais vale dizer que tem um inglês básico, do que listar que tem um inglês intermediário e ao chegar na entrevista o recrutador do nada começa a falar em inglês e você ficar com cara de taxo, além de constrangedor, isso pode minar qualquer chance de adentrar em uma empresa, como eles podem confiar que posso ser um excelente profissional se minto ou omito informações a meu respeito? Cuidado!

7- Salários

Não é de bom tom mencionar salários dentro do seu currículo, sabemos que muitas empresas pedem pretensões salariais, recomendo que deixe para tratar acordos financeiros no dia da entrevista, até porque, mencionar algum tipo de valor salarial pode ser uma barreira entre você e a empresa, o melhor mesmo é negociar tudo isso no dia da entrevista, é muito mais fácil e o entrevistador tem a oportunidade de te conhecer, ver sua desenvoltura e ter mais chances de conquistar o cargo almejado.

8- Revisão

Tecnicamente, seu currículo está pronto, agora é hora de respirar fundo, relaxar, ler e reler com calma cada item do seu currículo, preste muita atenção em possíveis erros ortográficos, caso tenha alguma palavra em dúvida consulte o bom e velho dicionário, preste atenção nas novas regras ortográficas e se possível peça a algum amigo ou parente para ler seu currículo, uma visão e opinião de uma pessoa mais experiente pode te ajudar a organizar ou reorganizar melhor suas ideias e fazer ajustes se necessário.

9- Formatação e orientações finais

  • Número de paginas: Em geral, um currículo tem entre 1 ou 2 páginas, porém, se teu histórico profissional ou acadêmico for muito extenso, na primeira folha resuma tudo de forma muito clara e objetiva e deixe para entrar nos detalhes em páginas posteriores.
  • Texto/ Fonte: A importância da fonte é fundamental, o entrevistador não tem a obrigação de ler seu currículo com uma lupa, então, evite letras muito pequenas, coloque-os em um tamanho razoável entre 12 á 14 no máximo, o estilo da fonte é muito importante, o mais clássico e o mais confortável para leitura é o Arial ou Verdana. Pode ser usado o negrito para destacar as funções mais importantes como cargo e funções.
  • Resumos: Ao fazer os resumos em seu currículo, tome muito cuidado ao escrever, evite discursos em primeira pessoa, a sensação de quem ler é que você é um profissional que não sabe trabalhar em conjunto e isso pode te prejudicar muito na hora de uma contratação, seja o mais claro e objetivo, evite os exageros, gírias, vícios de linguagem, ditados populares em seu currículo.
  • Fotos: Não envie fotos em seu currículo, os recrutadores estão interessados em suas habilidades profissionais e intelectuais e não em suas habilidades físicas, contudo, se a empresa a qual vai enviar seu currículo exigir uma foto, o mais aconselhável é que mande uma foto em 3X4 comportada.

Quem escreveu

Sthefany Nolasco
Sthefany Nolasco

Estudante de Sistemas para Internet na Fatec localizada em São Roque, tenho 22 anos, fiz 2 anos em Sistemas de Informação, tenho certificação de cursos pelo Bradesco dentre eles: Ensinando com a Web, Governança de T.I módulo Como trabalhar com projetos, Dinâmicas e testes na seleção.
Experiência de dois anos na área de tecnologia e telecomunicações na Delegacia de Ensino de Osasco, experiência de 3 meses como assistente odontológico e atualmente trabalhando como professora de informática.
Colunista no site O Segredo.

Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Agência Sparta