A arte de empreender no cotidiano

A arte de empreender no cotidiano

Imagem: Pexels

Nossa vida nos cerca de oportunidades incríveis de realizar sonhos. Todos os dias temos a chance de empreender a vida que tanto sonhamos em nosso cotidiano.


Todos os dias somos bombardeados de informações, relevantes ou não, na Internet, jornais e TV. Um tema muito comentado e altamente compartilhado nos tempos atuais é o empreendedorismo.

Novos negócios, nichos de mercado, comércio digital, tecnologia, novas descobertas todos os dias. Às vezes, é muita informação para processar em tão pouco tempo, mas essa é a realidade que reflete a nossa geração e você tem que acompanhar.

A necessidade de preencher vazios, lacunas ainda não desvendadas em nosso dia-a-dia, complementação da renda ou, até mesmo, liberdade financeira e a tão sonhada “libertação” do empregador levam muitas pessoas a empreender, criar, abrir e gerir seus próprios negócios.

Mas para tal “aventura”, além de muito fôlego e disposição, é preciso ter muita coragem. Não é fácil arcar com a burocracia e impostos do nosso país. Enfim, mas será que empreender é somente para quem quer abrir uma nova empresa e comercializar algo?

O termo empreender significa “decidir realizar (tarefa difícil e trabalhosa)”, “tentar”, “travessia arriscada”. Não é nada fácil empreender, afinal, é um ato que existe para melhorar a vida das pessoas.

Veja também >> Intraempreendedorismo: Funcionário empreendedor e com visão de dono do negócio

É esse seu objetivo principal, utilidade de verdade. Para tal, não é preciso se tornar um empresário, enfrentar dificuldades burocráticas e etc.

Empreende-se no cotidiano, até mesmo nas pequenas atitudes.

Já parou pra pensar sobre o ambiente que te cerca, seja no trabalho ou fora dele? Será que a coragem para inovar de forma positiva não é o que falta para te destacar dos demais? Deixar fluir a criatividade, de forma coerente e ética, pode revelar em você um grande empreendedor. Pensando nisso, reflita sobre como você pode contribuir positivamente para que, o ambiente em que está inserido, possa ser aprimorado por uma atitude inovadora da sua parte.

Pequenas atitudes como organização física de um local, um novo fluxo de processo de uma atividade antiga, desde que otimize tempo e custos, por exemplo, ideias que abranjam a melhoria na comunicação, melhor utilização de espaços, materiais, abordagens e brainstorming (tempestade de ideias) e etc.

Em muito pode-se empreender. O que falta, em muitos casos, é um olhar mais crítico, uma visão analítica das coisas, pessoas, do trabalho de forma geral.

Um bom empreendedor também tem como característica fundamental, ser observador. É importante estar atento ao seu redor, ser pró-ativo, saber lidar com as diferenças e mudanças repentinas. Nem todos possuem a facilidade na adaptação, mas para se destacar, é imprescindível saber se colocar da melhor forma possível.

Dentro de um novo cenário podem surgir oportunidades arrebatadoras para a carreira profissional.

Ter a capacidade de enxergar vantagens em uma mudança necessária e inevitável é uma das chaves do sucesso. Dentro destes aspectos, está a capacidade de inovar. Pense e repense sobre seus pontos fortes e sobre como você pode usá-los, não só para benefício próprio, mas também em virtude dos demais. Isso será um grande diferencial e sua imagem terá um novo peso dentro da organização. Tendo uma oportunidade, converse com seu supervisor imediato sobre as melhorias propostas.

Quem sabe aquela promoção tão esperada não chegue mais cedo do que você imaginava?

Veja também >> Um jovem de sucesso sem suar? Utopia!

Mas use esse método também na sua vida acadêmica e pessoal. Na sua vida acadêmica pense sobre um novo método para estudar e absorver melhor o conteúdo. Você é mais visual? Tem mais facilidade com o que é audível? Qual o método que mais se encaixa no seu perfil? Talvez você possa implementar mudanças que vão aumentar o seu desempenho.

Sobre a vida pessoal, procure investir no que te faz bem, no que te dá prazer em realizar. Empreenda criando uma nova rotina, que te dê mais ânimo e disposição para viver. Foque no seu bem-estar e trace metas para alcançar a tão sonhada felicidade. Nem sempre é fácil, mas não é impossível.

Tente começando.

Um bom empreendedor é aquele que tem a capacidade de melhorar e/ou aprimorar tudo o que está a sua volta, e da melhor forma possível. Não pense que você só será considerado um empreendedor se abrir uma empresa. Você é um empreendedor por consequência da diferença que você faz na vida das pessoas.

E assim é o sucesso. Ele não é medido pelo dinheiro que se ganha. Ele é medido pela contribuição que você trouxe ao mundo, ou seja, pelo legado que você deixou.

Tome coragem e apresente aquela ideia que você guardou por timidez. Ela pode ser excelente no departamento em que você atua, mesmo que ele só tenha duas ou três pessoas, não importa. Reflita e tire sua ideia da caixinha. O sucesso te espera! Perca o medo, aventure-se e deixe de lado as inseguranças.

Às vezes você vai cair, se decepcionar, mas sua determinação fará você se levantar ainda mais forte, destemido e experiente.

Prepare-se para a melhor versão de si mesmo. Seja o empreendedor da sua própria vida.

Quem escreveu

Ludmila Faria
Ludmila Faria

Administradora, mentora do projeto empresarial Gestão Hub e proprietária editora do blog de Óleo e Gás PetroGasNews há mais de cinco anos. Na época da faculdade foi mentora do projeto Sou Universitário. Integrante do grupo de emponderamento e finanças femininas Show Me The Money, tem aprendido muito sobre o controle de sua vida financeira. Está entrando de cabeça no aprendizado e trabalho com Satart-ups e Empreendedorismo. Tem paixão por séries canadenses, novos cursos e tudo sobre o mundo dos negócios.

Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Agência Sparta