5 dicas para não errar ao abrir uma Startup

5 dicas para não errar ao abrir uma Startup

Imagem: Startup Stock Photos

Confira neste artigo 5 dicas para não cometer erros quando pensar em tirar sua ideia do papel e abrir sua Startup.


1- Equipe sem sintonia

A equipe configura um só corpo dentro de uma startup. Cada um tem uma atribuição específica, mas o mercado atual pede interdisciplinaridade, cujos setores precisam de conversas constantes. A atribuição de um não exatamente depende da atribuição do outro, mas elas se cruzam e no fim das contas, completam-se. Ou seja, é preciso bom senso e bastante diálogo para manter uma sintonia na equipe.

2- Validação do mercado

Estude se o que você quer resolver é realmente um problema. Conseguiu solucioná-lo? Procure outros problemas para resolver. A validação é importante antes de colocar o negócio em prática, mas uma empresa de sucesso nunca cessa sua validação. A validação faz parte da alma do negócio e sempre temos que ir a buscar em resolver novos problemas.

3- Agenda

Cumprir a agenda de compromissos sempre foi um grande problema.  É preciso definir bem as metas, traças estratégias tendo em vista um cronograma a seguir e é claro, honrá-lo.

Veja também >> O boom das Startups

4- Escolha bem sua equipe

Escolha seu time através do perfil que você precisa para sua empresa. É muito importante a competência técnica e as relações interpessoais. Escolha pessoas que realmente você possa confiar, mas lembre-se do provérbio: amigos, amigos… negócios à parte.

5- Investimento

Invista com o dinheiro dos outros e não com seu. Se sua ideia for boa e você tem um bom planejamento procure parceiros. O ideal é ter uma estrutura básica de funcionamento para apresenta-la a possíveis investidores. Mostre que o ganho será mútuo! Ninguém vence sozinho, você precisará de apoiadores, pessoas que realmente acreditam na sua ideia. Faça valer à pena.

Sobre o autor

Antonio Junior
Antonio Junior

Biólogo formado pela Universidade Federal Rural de Pernambuco - UFRPE e estudante de Análise e Desenvolvimento de Sistemas pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco - IFPE. Foi voluntário do Núcleo de Pesquisa, Estudo e Extensão da Transdisciplinaridade- NUPET da UFRPE. Tem experiência na área de educação, sobretudo no ensino de ciências, biologia e educação tecnológica e na área de TI é um eterno entusiasta/estudante da Inteligência Artificial. Também tem experiência em Startup. Prêmios: Menção honrosa no Startup Weekend UFPE 2016 e Menção honrosa na I Mostra do Laboratório de Ensino das Ciências Biológicas (2011).

Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Agência Sparta